sábado, 31 de outubro de 2009

Brasil-Venezuela num palco que recebeu visita de OVNI



O recinto recebeu a alcunha de Morenão, fica em Campo Grande, no Mato Grosso do Sul, e é palco do Brasil-Venezuela, última partida de apuramento para o Mundial-2010, das duas equipas. A canarinha tem algumas estrelas planetárias, mas o Estádio Universitário Pedro Pedrossian, assim é o nome oficial, também tem, por si só, uma lenda galáctica. Ao que parece, recebeu a visita de um OVNI (objecto voador não identificado).
Recorda o Globo que a história aconteceu em 1982. Jogavam o Operário local e o Vasco da Gama quando um objecto atravessou o céu de Campo Grande. Era luminoso, em formato de charuto e deixou toda a gente assustada, como recordam as testemunhas do fenómeno.

«Foi um grande tumulto, com muitas pessoas a correr e a empurrarem-se», recorda ao jornal brasileiro o radialista Ramão Cabreira. «Logo em seguida, as luzes voltaram, aparecendo em cima das bancadas, e sumiram de novo», prossegue. «Foi um grande susto, mas ninguém sabia dizer o que era», disse Cabreira, que se encontrava no estádio, nesse 6 de Março de 1982.

Ao que tudo indica, este tipo de acontecimentos é normal em Campo Grande, onde é publicada a única revista brasileira sobre OVNIS. «Nunca tinha acontecido algo parecido no mundo, é um recorde até hoje», explica Ademar José Gevaerd, antigo professor que se dedica a ovnilogia, depois desse fenómeno visto pela cidade inteira. «Campo Grande é uma intensa área de objectos voadores, já ouvi centenas de casos», conta. «Cheguei a pesquisar mais de cinco casos por mês, sem contar as histórias que as pessoas relatavam», concluiu.

Ah, e o Operário venceu o Vasco da Gama, de Roberto Dinamite e do ex-benfiquista Cláudio Adão, por 2-0.
Enviar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Mensagens populares

Recomendamos ...