sábado, 3 de outubro de 2009

«Eu não trabalho com homossexuais», diz treinador do Goiás

O ambiente no balneário do Goiás está a ferro e fogo. E a causa não é a habitual, pois os resultados desportivos estão a ser bons. A equipa qualificou-se para os oitavos-de-final da Copa Sul-Americana e ocupa o quinto lugar no Brasileirão.
O que se passa, então, no âmago do Goiás? Pois, existe uma grave crise de ciúmes. Uma crise de ciúmes que não agrada nada ao treinador Hélio dos Anjos. Fernandão, jogador recentemente contratado e da confiança do técnico, é o alvo principal do mal-estar generalizado.

«As pessoas pedem um jogador expoente. Ele veio, é o Fernandão. Agora começaram a criticá-lo. O Fernandão sei lá o quê, sei lá o que mais. Parece que o grupo está com ciúme. Homem com ciúme é veado (n.d.r., calão utilizado pelos brasileiro quando se referem a um homossexual). Eu não trabalho com homossexuais, trabalho com homens», afirmou Hélio dos Anjos, descontrolado.
Enviar um comentário
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Mensagens populares

Recomendamos ...